24 de September de 2021 Desenvolvimento Pessoal , Carreira e Marketing Pessoal para você ir além!

Como fazer um portfólio ?

Fala, jovem!

 

vamos começar, o portfólio é uma compilação de materiais ou trabalhos desenvolvidos por um profissional (ou empresa) que demonstra suas habilidades, competências, qualificações e experiências.

Um portfólio pode ser usado para atrair clientes, fechar negócios, candidatar a empregos e outros fins acadêmicos.

Você se desenvolveu profissionalmente e agora quer divulgar o seu trabalho?

Depois de ter se esforçado para dominar sua área de atuação, agora é preciso divulgar seus serviços e causar uma ótima impressão para conseguir bons clientes, e é aí que entra o portfólio.

Saiba também que um portfólio não se trata apenas de um material que ajuda só na divulgação, mas  também na valorização do seu trabalho.

Não basta selecionar apenas o seus melhores trabalhos e pronto.

Existem informações que merecem ser privilegiadas e outros cuidados que exigem atenção para que o seu portfólio atinja o objetivo desejado.

Isso sem falar que ele pode ser utilizado para diferentes fins e com mídias distintas.

Vai trocar de emprego e não sabe como organizar sua produções anteriores?

Quer ter um resumo completo do seu trabalho para mostrar aos seus clientes?

Ou deseja apenas manter tudo em ordem para qualquer oportunidade que surgir?

Por isso, é essencial entender bem como se faz um portfólio e conhecer alguns conceitos de design que devem ser aplicados em sua montagem, de forma que ele realmente encante seu potencial cliente.

 

O que é um portfólio?

 

Algumas pessoas confundem portfólio com o currículo. Mas, na verdade, o primeiro funciona como um complemento do segundo.

Enquanto o currículo reúne um compilado das suas experiências profissionais, os objetivos para sua carreira, seus diferenciais e o seu perfil enquanto trabalhador, o portfólio é um apanhado, uma coleção de suas produções.

Por exemplo, o fotógrafo conta com um book, material no qual reúne os seus melhores ensaios.

Já um arquiteto costuma criar um catálogo com os seus projetos mais marcantes.

Por sua vez, um jornalista pode fazer um portfólio com seus principais artigos e reportagens.

á um arquiteto costuma criar um catálogo com os seus projetos mais marcantes.

Por sua vez, um jornalista pode fazer um portfólio com seus principais artigos e reportagens.

Mesmo um estudante já pode começar a organizar suas produções, reunindo as experiências em estágios e até mesmo artigos acadêmicos, dependendo do objetivo profissional.

Ou seja, o portfólio nada mais é que uma forma de agrupar o que você já fez de melhor e garantir que esse material seja apresentado de maneira atrativa e profissional.

É uma verdadeira amostra das suas habilidades.

 

Quais os tipos de portfólios?

 

  • Digital

Existem várias vantagens neste tipo de portfólio;

  1. pode ser compartilhado facilmente;
  2. tem baixo ou nenhum custo;
  3. pode ser montado de modo relativamente simples no seu próprio computador;

Dependendo dos serviços que você presta, talvez nem mesmo faça sentido pensar em um portfólio físico.

Designers e redatores web, por exemplo, têm um trabalho digital, logo, seu portfólio também precisa ser digital.

Na verdade, para qualquer pessoa que tenha um trabalho remoto, essa é a opção que faz mais sentido.

Citamos agora há pouco o caso de um arquiteto que talvez precise apresentar um portfólio físico durante uma visita.

Se esse mesmo profissional quiser divulgar seus trabalhos em plataformas de freelancers, o portfólio digital será essencial.

Basicamente, você pode montar um portfólio digital de duas maneiras.

  • Impresso

Como dito anteriormente há casos em que vale a pena recorrer a essa opção.

Se você é arquiteto, por exemplo, e está visitando alguém que está interessado nos seus serviços, abrir o portfólio impresso e apresentar algumas amostras do seu trabalho pode causar um grande impacto no potencial cliente.

Mesmo que seja possível mostrar fotos em um tablet ou celular, a beleza de um portfólio impresso é marcante, e isso pode significar até mesmo fechar negócio imediatamente.

Mas é importante lembrar que, caso você decida ter um portfólio impresso, não deve economizar na qualidade do papel e da impressão.

Faça algo realmente profissional.

  • PDF

O Portable Document File mundialmente conhecido como (PDF) é universal, já que praticamente todo mundo tem um visualizador de (PDF), como o famoso Adobe Reader.

Esse tipo de arquivo pode conter inúmeras páginas, o que faz dele uma boa maneira de organizar as amostras do seu trabalho.

Se você é um expert dos programas de diagramação, produzir seu portfólio em (PDF) será o de menos.

Por outro lado, se essa não é a sua área, saiba que você pode usar softwares gratuitos para fazer isso.

Por exemplo, o LibreOffice Writer, um editor de textos similar ao Microsoft Office, tem a função de exportar em (PDF), de forma que você pode usá-lo para montar um portfólio bem bonito.

 

Como fazer um excelente portfólio?

como-fazer-um-portfolio

Agora que você já sabe o que é um portfólio e conhece seus diferentes tipos e formatos, podemos passar para a parte prática e começar, de fato, a montar o seu.

 

1 – Defina o objetivo do portfólio

 

O primeiro passo é delimitar o motivo pelo o qual você está criando esse portfólio.

Está em busca de alguma vaga de trabalho, em específico?

Ou é só uma maneira de organizar suas produções e garantir que elas estejam atualizadas?

Enfim, é preciso definir um objetivo antes de começar a montar o material.

Só assim o resultado final vai realmente ser um reflexo do que você deseja.

 

2 – Foque nos principais trabalhos desenvolvidos

 

Com sua meta traçada, é hora de arregaçar as mangas e começar a organização do material.

Digamos que você seja um fotógrafo e trabalhe com diferentes tipos de eventos.

Uma boa forma de atender aos mais variados públicos é formar um book com cliques de situações diversas.

Assim, separe os principais ensaios, aqueles que você acredita que ficaram mais bonitos e monte uma apresentação.

É interessante agrupar as fotos conforme o tipo de evento.

Dessa forma, o cliente não vai perder tempo procurando as imagens.

Uma sugestão é criar uma espécie de linha do tempo.

Para isso, junte as fotografias de festa de 15 anos, depois as de formaturas, as de casamentos e os books de gravidez, por exemplo.

Lembre que essa é a hora de ser crítico e entender o que o seu público busca.

 

3 – Organize os trabalhos em ordem de importância

 

Agora, vamos supor que você está criando um portfólio pensando em um tipo de cliente específico.

Para seguir no exemplo da fotografia, o nicho do mercado em questão seria o dos ensaios de casamento.

Então, é preciso priorizar os seus trabalhos nessa área.

Organize as imagens com as cerimônias mais bonitas.

Ou seja, dê a importância devida às produções com as quais deseja se aperfeiçoar.

Uma boa dica é lembrar dos feedbacks recebidos dos noivos: eles gostaram do material? Fizeram alguma crítica?

 

4 – Mantenha-o simples

 

Sabe aquela máxima que diz que “menos é mais”? Para a produção de um portfólio, ela cai como uma luva.

Procure ir direto ao ponto, sem muita enrolação.

Recrutadores recebem milhares de currículos e portfólios para as vagas e não ficam perdendo tempo procurando informações em uma plataforma carregada demais.

Uma dica é criar abas diferentes para separar as produções e outra com informações complementares e de contato.

Assim, o pessoal que está analisando o seu perfil pode acessar, de forma rápida e eficaz, os conteúdos que procura.

 

5 – Faça-o fácil de se ler ou navegar

 

Procure evitar também fontes muito rebuscadas, que podem dificultar a leitura e a compreensão do conteúdo.

Elas podem até ser visualmente bonitas, mas é melhor que as pessoas entendam o que está sendo dito ou mostrado do que tenham um impacto com a beleza dos traços.

Outro conselho importante é separar o tipo de conteúdo produzido.

Se você trabalha com multimídia, busque organizar categorias para cada formato: texto, imagem, áudio e vídeo.

Caso trabalhe com só uma forma de representação, encontre uma maneira de dividir suas produções. Pode ser por tema ou relevância, por exemplo.

Essa medida, além de facilitar a visualização, também é uma maneira de demonstrar plurifuncionalidade ou um conhecimento mais vasto em determinado conteúdo.

No caso do portfólio online, a dica é se inspirar no modelo de navegação dos sites, em geral.

Perceba que existe uma hierarquia e que você sabe onde procurar o que deseja.

Esse é o seu ideal.

 

3 dicas rápidas para melhorar o design do seu portfólio

 

Mesmo que você não seja um profissional do design, é importante ter algumas noções da área, de modo que seu portfólio seja de bom gosto.

 

1 – Criação da capa

como-fazer-um-portfolio

Essa questão se aplica aos portfólios impressos e também aos digitais em PDF.

Entretanto, o princípio também pode ser levado em conta ao criar a página inicial do seu portfólio online.

A não ser que você seja da área do design, não é preciso se preocupar tanto em fazer uma superprodução na capa.

Por isso, use um layout simples e coloque seu nome e contatos, como email e telefone.

 

2 – Qualidade das fotos

como-fazer-um-portfolio

Leve em conta que seu portfólio será visualizado em diversos dispositivos, como notebook, desktop, celular ou tablet, e é importante que a visualização das fotos fique boa em qualquer um deles.

Por isso, dê preferência a imagens com boa resolução.

Entretanto, não esqueça que, geralmente, quanto maior é a qualidade de uma foto, maior é o tamanho do arquivo, o que pode resultar em maior tempo de carregamento do portfólio online.

Por isso, é importante encontrar um equilíbrio, de forma que a experiência do seu potencial cliente não seja prejudicada na hora do carregamento do site.

 

3 – Cores

como-fazer-um-portfolio

Para escolher as cores que serão usadas no portfólio, é necessário ter, além de bom gosto, uma noção de como combiná-las.

Para quem não é um expert do design, isso pode acabar se tornando uma tarefa difícil. Ainda bem que algumas ferramentas estão aí para nos ajudar!

Com a Palettable, você é guiado por um rápido e simples processo de definição de uma paleta de cores.

Mas, se você quiser criar uma paleta que combine perfeitamente com uma foto que você já tem, a melhor opção é a Colorfavs.

Nessa plataforma de funcionamento bem intuitivo, você faz o upload de uma imagem e descobre qual paleta de cores vai combinar melhor com ela.

Assim que você define a paleta, fica muito mais fácil aplicar as cores corretas nos elementos do seu portfólio.

 

Quais são os melhores canais de divulgação do meu portfólio?

como-fazer-um-portfolio

De nada adianta saber como fazer portfólio incrível se ninguém tem acesso a ele, certo?

É claro que, se você está produzindo esse material para uma oferta de trabalho, basta enviar aos recrutadores.

Mas para quem busca captar clientes ou divulgar as suas produções, como fazer o portfólio ser divulgado?

A resposta para essa pergunta está em ferramentas que você deve usar muito, mas que talvez não tenha a dimensão do alcance que elas têm: as redes sociais.

Elas são suas melhores amigas na divulgação de seus trabalhos.

Por meio de políticas de impulsionamento e publicações pagas, é possível atingir o público específico que você deseja.

Para escolher qual é a melhor plataforma, é preciso entender onde o seu público está e como ele costuma entrar em contato.

O LinkedIn, por exemplo, tem um caráter mais corporativo e é presença obrigatória para quem deseja se promover como profissional.

Você pode escrever artigos sobre a sua área e, ao fim, direcionar para o link do seu portfólio. Esse direcionamento também pode acontecer a partir da descrição que conta em seu perfil.

Mas não é precisa parar por aí.

Ainda que o Facebook tenha outro propósito, nada impede que você compartilhe com os seus amigos as suas principais criações.

Quem sabe eles não podem indicar o seu trabalho para possíveis novos clientes?

Agora que você sabe como fazer o seu portfólio com segurança o que está esperando para fazer o seu?

Aproveite para compartilhar este post para quem também precisa aprender a fazer um portfólio, caso ainda haja alguma dúvida escreva nos comentários e não deixe de me seguir nas redes sociais abaixo!

Avatar

Designer, Psicanalista e Marketeiro - Sim esse conjunto de habilidades nada convencional me fez pensar como poderia usar meu conhecimento em pessoas, marketing e imagem para ajudar profissionais a atingirem seus objetivos e serem reconhecidos em suas áreas. Aqui você irá encontrar o conteúdo que vai te levar a se desenvolver e alavancar sua vida profissional.

Deixe seu comentário

Related Posts

como se tornar indispensável no trabalho?

16 de fevereiro de 2021

16 de fevereiro de 2021

Conseguir um emprego estável já é uma tarefa complicada em períodos de crescimento econômico, mas a dificuldade é ainda maior...

Como transformar a sua carreira em 13 passos

5 de março de 2019

5 de março de 2019

Se você é um profissional autônomo eu fiz um versão deste texto especialmente para você!   Marketing Pessoal – Como...

14 características que definem uma boa liderança?

18 de maio de 2020

18 de maio de 2020

Ao longo da história, inúmeras pessoas lideraram, mas eram desumanas e destrutivas. Isso ainda os torna líderes?   Não, um...

4 dicas para você se destacar em processos seletivos

12 de janeiro de 2021

12 de janeiro de 2021

Com o mercado de trabalho inchado e sobrecarregado, está cada vez mais difícil encontrar boas vagas de emprego. Por conta...

7 dicas para se comunicar bem na internet

15 de janeiro de 2021

15 de janeiro de 2021

A cada ano, os consumidores de mídias digitais se tornam mais exigentes em relação ao material que encontram disponível na...

Qual a ligação entre o desenvolvimento pessoal e profissional?

22 de maio de 2020

22 de maio de 2020

Fala, jovem!   A cada dia que passa não somos mais os mesmos e estamos em constante evolução. Faz parte...

Como se posicionar como especialista no mercado?

24 de julho de 2020

24 de julho de 2020

Fala jovem, tudo bem com você? Hoje vamos conversar sobre como você pode criar um conteúdo relevante para tornar um...

Estresse no trabalho, como lidar com esse problema?

23 de março de 2020

23 de março de 2020

Fala, jovem! Acredito que não sou a única pessoa que já passou por estresse no trabalho na vida, pensando nessas...

3 Dicas de carreira, para quem está começando agora!

13 de agosto de 2019

13 de agosto de 2019

Em 2017 e 2018 eu dei mais de 10 palestras em universidades e eventos com jovens estudantes em inicio de...

A Importância da Meditação no Trabalho

13 de abril de 2020

13 de abril de 2020

Fala, jovem! Nossa mente é realmente um turbilhão. Pensamentos vêm e vão o tempo todo e não temos como controlá-los....

Como contar sua história para se diferenciar como profissional

10 de julho de 2020

10 de julho de 2020

Fala, jovem! Que as pessoas se inspiram e sentem mais empatia por quem tem uma trajetória repleta de superação nós...

10 dicas para aprender um novo idioma sozinho

11 de maio de 2020

11 de maio de 2020

Em um mundo altamente globalizado, a relação entre empresas no ramo internacional se tornou ainda maior. Isso significa que muitos...

Atraindo as pessoas certas para o seu perfil no linkedin

7 de agosto de 2020

7 de agosto de 2020

Fala, jovem ! Para ter um bom perfil no LinkedIn atraindo assim as pessoas certas, a vários fatores devem ser...

Soft Skills – Por que você precisa delas para alavancar sua carreira?

13 de novembro de 2019

13 de novembro de 2019 1

Soft skill você sabe o que é e como aplicar na sua carreira?  Chega aqui que eu vou te dar...

Como as habilidades sociais podem te dar destaque?

1 de maio de 2020

1 de maio de 2020

Habilidades sociais, também chamadas de “habilidades interpessoais”, são aquelas que usamos para interagir e nos comunicar com outras pessoas. Essas...

   

Cadastre em nossa Newsletter