Autoconhecimento: 7 livros para praticar o seu

autoconhecimento

Todo crescimento que você alcança na vida, seja pessoal ou profissional, começa com uma coisa: autoconhecimento.

Isso acontece porque se você quer ganhar um milhão de dólares, construir um relacionamento forte com seu parceiro ou entrar no melhor momento da sua vida, você precisa melhorar a si mesmo, e você não pode melhorar a si mesmo sem se conhecer. Como Lao Tzu colocou, “quem conhece os outros é sábio; aquele que conhece a si mesmo é iluminado”.

Se autoconhecer é uma habilidade, não uma característica, talento ou percepção divina. Dessa forma, é a prática que leva à perfeição.

Pensando nisso, para ajudá-lo a praticar seu autoconhecimento, fizemos uma seleção de livros que podem contribuir na sua jornada.

Vem com a gente!

O que é autoconhecimento?

Existem muitas definições para responder o que é autoconhecimento e, para muitas pessoas, essa mesma palavra representa coisas diferentes.

Para além do “autoconhecimento é conhecer a si mesmo”, quase todas as formas de classificação concordam que mais do que isso, o autoconhecimento é a capacidade de avaliar a si mesmo de forma honesta, sem se superestimar ou subestimar.

Conhecer as próprias emoções, as próprias aptidões, os próprios defeitos… tudo isso faz parte do que significa se autoconhecer.

A partir disso, o autoconhecimento é uma habilidade primordial para ser desenvolvida por todos que desejam alcançar o sucesso em todos os âmbitos da vida.

Como desenvolver o autoconhecimento a partir de livros?

É importante dizer que não há livro capaz de fazer alguém desenvolver o autoconhecimento num piscar de olhos – ou num passar de páginas -, então se é isso que você está procurando, recomendo passar para um desses posts tendenciosos que existem por aí, pois não vou te encorajar a pensar isso.

A melhor – e talvez a única – maneira de desenvolver o autoconhecimento é olhar para dentro. Sendo assim, você pode ler sobre os pensamentos de outras pessoas para se inspirar e praticar seu autoconhecimento.

Entretanto, uma coisa deve ficar bem clara: para conhecer a si mesmo, você deve seguir aquela pequena voz dentro de você – você pode não ouvir ainda, mas ela definitivamente está lá esperando para ser encontrada.

7 livros para praticar seu autoconhecimento 

As sete leis espirituais do sucesso, por Deepak Chopra

autoconhecimento

Baseado em leis naturais que governam toda a criação, As sete leis espirituais do sucesso quebra o mito de que o sucesso é o resultado de trabalho duro, planos exatos ou ambição.

Em vez disso, Deepak Chopra oferece uma perspectiva de mudança de vida sobre a obtenção do sucesso: o autoconhecimento é a chave.

Segundo o autor, uando entendemos nossa verdadeira natureza e aprendemos a viver em harmonia com a lei natural, surge a sensação de bem-estar, relacionamentos satisfatórios e abundância material.

Não à toa Deepak Chopra é um dos autores mais vendidos, pois as páginas de As sete leis espirituais do sucesso são repletas de ensinamentos de como criar sucesso em todas as áreas de sua vida a partir de sabedoria atemporal e passos práticos que você pode aplicar imediatamente.

Ikigai: Os cinco passos para encontrar seu propósito de vida e ser mais feliz, por Ken Mogi

autoconhecimento

Em Ikigai, Ken Mogi pretende trazer os segredos dos centenários para quem quer viver uma existência longa e feliz, então qualquer um que esteja procurando melhorar sua vida é um leitor ideal para esta obra. Ainda assim, aqueles que estão buscando o autoconhecimento são o seu público-alvo. 

Se você está em busca de algumas maneiras elegantes de fazer mudanças no estilo de vida, uma ótima ideia é começar por essa leitura, uma vez que ela possui insights simples, eficazes e extremamente acionáveis ​​que podem ser executados imediatamente.

O tom dessa obra é genuinamente sábio. Se você está tentando se autoconhecer, é indispensável.

Eu controlo como me sinto, por Claudia Feitosa-Santana

autoconhecimento

O primeiro livro nacional da nossa lista não poderia ser outro, pois em Eu controlo como me sinto, a neurocientista Claudia Feitosa-Santana visa ajudar o leitor como construir a vida dos seus sonhos através da ciência.

O raciocínio da autora é claro: ao compreender como sua mente funciona,  você terá mais chances de controlar seus próprios sentimentos e alcançar o autoconhecimento – mas não de uma maneira holística, então o público mais cético pode gostar dessa opção.

Por fim, a partir dessa leitura você aprenderá sobre como usar as emoções, os sentimentos e a razão a favor de seu autoconhecimento, mesmo diante das adversidades da vida.

As coisas que você só vê quando desacelera: Como manter a calma em um mundo frenético, por Haemin Sunim 

autoconhecimento

As coisas que você só vê quando desacelera é sobre a importância de pegar mais leve em nossa existência cada vez mais acelerada e focar no que importa: a necessidade de prestar atenção, apreciar o que temos e abordar cada dia com compaixão por nós mesmos e pelos outros.

Escrito com um toque de humor e muita perspicácia, esse livro é tão instigante quanto prático, abordando o autoconhecimento em áreas distintas da vida humana.

Tão fácil de mergulhar na leitura como de se perder dentro dela, este é um livro perfeito para carregar na bolsa ou no carro e aproveitar nos momentos oportunos.

A coragem de não agradar: Como a filosofia pode ajudar você a se libertar da opinião dos outros, superar suas limitações e se tornar a pessoa que deseja, por Ichiro Kishimi e Fumitake Koga 

autoconhecimento

A coragem de não agradar centra-se em um princípio simples: cada um de nós tem o poder dentro de si mesmo para encontrar a felicidade. Nesse sentido, não existe uma fórmula ou receita de bolo para alcançá-la: o que precisamos é de coragem para parar de tentar agradar a todos e finalmente nos autoconhecer.

Se abraçarmos o autoconhecimento e pararmos de nos importar com a forma como somos percebidos, pararemos de colocar limites sobre nós mesmos e paramos de deixar que outras pessoas decidam quem devemos ser.

É ao aceitar nossa verdadeira natureza que aceitamos a felicidade em nossas vidas.

Talvez você deva conversar com alguém: Uma terapeuta, o terapeuta dela e a vida de todos nós, por Lori Gottlieb 

autoconhecimento

O que torna Talvez você deva conversar com alguém uma leitura agradável é que ele oferece uma combinação sábia e espirituosa das percepções pessoais da autora e observações clínicas, o que para aqueles que são céticos ou não confiam na ideia da cura pela fala, essa visão improvisada do assunto pode convencê-los de que a terapia vale muito a pena.

Autoconhecimento não é o tema central desta obra, ao mesmo tempo que não deixa de ser, pois as reflexões da autora, além de divertidas, inspiram a uma reflexão própria do leitor acerca de suas alegrias, sofrimentos e vivências.

Amar-se: uma viagem em busca de si mesmo, por Marcos Lacerda

autoconhecimento

Inspirado por um e-mail questionador sobre a fórmula do amor-próprio, o psicólogo Marcos Lacerda escreveu Amar-se ciente de que não há uma resposta única para a questão, mas caminhos a serem construídos.

Com muita sagacidade, o autor apresenta exercícios de autoconhecimento visando mostrar ao leitor que a realidade é sempre relativa a partir do ponto de quem a observa, portanto uma questão de olhar o copo meio cheio.

Seguindo a premissa do título, o livro tenta provar que amar-se é mesmo uma viagem em busca de si mesmo.

Gostou do texto? Nos deixe saber se ele é útil para você compartilhando-o nas redes sociais.

Junte-se

Cadastre-se em nossa newsletter que já impactou +5000 profissionais que queriam melhorar em sua carreira