5 dicas para conseguir o primeiro emprego!

Conseguir o primeiro emprego pode ser gratificante, mas o processo é sempre um desafio.

Em tempos de crise econômica, as dificuldades dobram e as empresas passam a preferir aqueles que já possuem experiência no mercado de trabalho, o que torna as vagas para empregos sem experiência ainda mais competitivas.

Se você está na luta para conseguir seu primeiro emprego, segue comigo que eu vou te ajudar!

Cuidado com as expectativas

É preciso aceitar o fato de que seu primeiro emprego provavelmente não será seu trabalho favorito e nem será sua vocação.

A realidade é que leva tempo para chegar ao nirvana de sua carreira e você só está começando a sua jornada profissional.

Não adianta estar saindo do ensino médio e achar que no seu primeiro emprego você ganhará rios de dinheiro – não irá!

É preciso que você não se conforme com sua situação, mas que também não se apresse.

Pense em seu primeiro emprego como um trampolim para seus objetivos de carreira de longo prazo e certifique-se de que suas expectativas salariais sejam realistas, até mesmo para que você não se frustre.

Se você estiver aberto a todas as possibilidades quando começar a busca por emprego, é mais provável que tenha sucesso na sua busca.

Não minta para conseguir uma vaga – é sério!

Muitos candidatos ao primeiro emprego tentam parecer mais capacitados do que realmente são e para isso evitam fazer perguntas, forjam experiências e escondem a inexperiência atrás de uma falsa confiança.

A verdade é que uma empresa que está se propondo a contratar alguém com poucas ou nenhuma prática no mercado de trabalho realmente está a procura de alguém com esse perfil.

Não adianta tentar enganar seus entrevistadores durante o processo seletivo, isso só fará você sair como desonesto – e ninguém quer contratar alguém assim.

Ninguém espera que você saiba tudo em seu primeiro emprego, pelo contrário; você aprende e cresce mais rápido quando busca um entendimento real, faz perguntas e pede ajuda.

Em vez de fingir, mostre-se aberto para aprender o que seus superiores e colegas têm para ensinar. Lembre-se: mais vale um pássaro na mão do que dois voando.

Trabalhe seu networking (e sua imagem)!

Essa é uma lição que você deve levar para a vida: o networking nunca pode parar.

Se você está tentando conseguir sua primeira experiência profissional, ela é ainda mais essencial.

Converse com seus amigos, familiares, amigos de familiares, amigos de amigos de familiares e diga a eles que você está procurando um emprego ativamente – certamente algum deles irá conhecer alguém ou alguma oportunidade de emprego em que você se encaixa.

Para isso, você precisará ser alguém que as pessoas queiram indicar e contratar. Nada de ser desleixado, desorganizado ou preguiçoso, seja com a sua imagem ou com seus estudos, caso você ainda estude.

Pense: você contrataria alguém que tem má fama ou não é esforçado? Pois é, eu também não.

Considere empregos apenas para ter uma primeira experiência

As vezes você está reclamando por não conseguir um emprego, mas rejeita todas as oportunidades que aparecem porque não são o que você quer.

Bem, a verdade é que seu primeiro emprego pode não ser exatamente o que você deseja, mas oferece uma experiência valiosa que você pode usar mais tarde.

Por exemplo, se você trabalhar no varejo ou telemarketing, irá adquirir habilidades de atendimento ao cliente e aperfeiçoará sua comunicação, o que certamente será útil em qualquer área.

Em um restaurante, você pode aprender os fundamentos básicos de negócios, como gerenciamento de estoque – o que pode te ajudar a abrir sua própria empresa – e segurança alimentar – ótima para tentar vagas de emprego de nível médio na mesma área.

O ponto aqui é que se você busca oportunidade em uma área específica, deixe isso claro, mas esteja aberto para outras, já que quando não temos nada, qualquer coisa – honesta, lícita e que não te sobrecarregue – é alguma coisa.

Tenha um currículo turbinado

A melhor maneira de se promover profissionalmente é tendo um currículo bem preparado para mostrar aos seus entrevistadores.

Você pode ter pouca ou nenhuma experiência profissional para discutir em seu currículo, mas considere colocar as habilidades que aprendeu em cursos, desde que tenha relação com a vaga que você está tentando conseguir.

Por exemplo, se você está fazendo um curso de oratória, você pode incluir suas habilidades avançadas de comunicação verbal no currículo.

Considere também fazer trabalhos voluntários, pois eles proporcionam uma experiência semelhante a um cargo remunerado. Além disso, pode ser utilizado como princípio de desempate entre você e um concorrente em alguma vaga.

Mas cuidado: quaisquer materiais suplementares escritos ou digitados que você traga para o processo de inscrição e entrevista exibem suas habilidades de comunicação.

Certifique-se de enviar um currículo livre de erros gramaticais e construído com a formatação adequada – isso certamente será avaliado.

Abaixo, um vídeo da Débora Aladim para te ajudar com seu primeiro emprego.

Gostou das nossas dicas? Continue me acompanhando aqui e nas redes sociais para mais conteúdos assim!