19 de September de 2019 Marketing Pessoal, imagem e carreira para você ir além!

Como ser um profissional de sucesso em 15 passos

Se você trabalha em uma empresa e quer transformar sua carreira eu fiz um versão deste texto especialmente para você.

Marketing pessoal – Como transforma a sua carreira em 13 passos

 

Imagine a seguinte situação, você é um profissional muito bom.

Você entrega mais do que qualquer outro, sua entrega tem qualidade, você se dedica ao seu cliente, mas parece que as pessoas sempre escolhem outros prestadores de serviços.

Sabe o que pode estar causando isso?

Você não está usando marketing pessoal ou não está fazendo isso de maneira assertiva.

Quando estou viajando ou em alguma palestra escuto sempre a mesma queixa, profissionais de qualidade, que não conseguem se vender e ter sucesso.

Ou pior que isso quando perdem oportunidades de fechar negócios e projetos para profissionais medianos que simplesmente se vendem muito mais ou oferecem preços mais baixos.

Isso acontece por que não basta ser o melhor, você precisa ser visto como o melhor.

Então decidi escrever esse texto e eu garanto que se você aplicar esses 15 passos que eu vou descrever você vai ser um profissional reconhecido, vai aumentar o número de clientes e vai ter trabalhos melhores, pagando mais.

 

1- Saiba quem você é!

Você precisa compreender exatamente quais as suas habilidades e competências.

Mais do que isso precisa entender o que de fato é seu diferencial.

Se você não souber de forma clara quais os benefícios que a pessoa tem ao te contratar e quais as vantagens que o seu cliente vai ter contratando você e não seu concorrente , como você vai querer que os outros saibam?

Você precisa ser coerente e realista em sua mensagem, precisa saber o que vai entregar, para poder entender quem quer e pode pagar por essa entrega.

Se você é um Designer que não ilustra bem, ou que não trabalha bem com impresso, seja específico em sua oferta, deixe claro o que você faz, não tenha medo de perder clientes diminuindo o leque de serviços.

Se torne um especialista e trabalhe apenas com o que você realmente é bom, existem muitos clientes que precisam exatamente do que você faz, são esses clientes que você tem de atender

Por isso o passo principal para ser assertivo é você compreender quem você é, quais as suas qualidades, suas habilidades e principalmente saber aquilo que você não é bom, para conseguir mitigar os problemas focando no que você é bom.

Para entender mais sobre isso, pode ler esse texto “Os seus defeitos não vão importar se você for incrível no que faz”

Sabendo exatamente qual seu arsenal de habilidades, ficará mais fácil compreender o que você pode oferecer e quais habilidades você precisa aprimorar e fazer cursos ou se especializar nelas.

 

2- Tenha foco e saiba seus objetivos

É comum demais no mercado ouvir profissionais falando que focam nisso e naquilo, e a questão aqui é muito simples, se você está focando em duas ou mais coisas, você não está focando em nada.

Segundo o dicionário foco é o ponto para o qual converge alguma coisa.

Ou seja o seu foco tem de ser coerente com seu objetivo e para isso você precisa ter muito claro, qual o seu objetivo.

É ter mais clientes? É cobrar mais? É se posicionar como o melhor?

Quando você tem o seu objetivo em mente você consegue criar um planejamento mais assertivo e encontrar as ferramentas adequadas para atingir esse objetivo.

 

3- Conheça e entenda seu público alvo

Esse é talvez o passo mais complexo, não por dificuldade de se encontrar o público alvo, por que é muito fácil e existem várias ferramentas pra isso.

Mas por que é necessário quebrar uma barreira gigante que é a mentalidade do profissional.

Muitas vezes quando pergunto qual o seu público alvo, a resposta é sempre genérica.

Um dia estava dando consultoria para uma massoterapeuta, quando perguntei a ela qual o público alvo dela a resposta foi…

Qualquer pessoa que queira fazer uma massagem.

Ai eu comecei minhas perguntas da maldade.

  1. Uma pessoa que só tem 50 reais pode fazer sua massagem?
  2. Uma pessoa que quer receber a massagem em um estabelecimento fisico, pode fazer a massagem?
  3. Uma mulher de 80 anos com dores na coluna pode receber sua massagem?
  4. Uma pessoa que mora em outro estado pode receber sua massagem?

Enfim, foram mais de 20 perguntas e todas elas tinham respostas que filtravam ainda mais o publico no fim, ela percebeu, que poderia atender qualquer pessoa, mas que seu público alvo eram mulheres entre 25 e 45 anos de classe social A e B que quisessem receber a massagem relaxante em casa.

Percebe a diferença?

Se ela for fazer um anuncio no facebook agora ela pode até atingir uma quantidade menor de pessoas, mas com toda certeza terá muito mais resultado.

Conhecendo seu público, você vai saber as dores deles, vai saber como você pode ser útil de verdade e vai poder se comunicar com ele.

Tenha sempre uma coisa clara em sua mente

 

“Quem fala com todo mundo,
não está falando com ninguém”

 

4- Saiba onde você deve comunicar

Um outro erro muito comum que tenho visto quando dou consultoria, são profissionais e empreendedores que até sabem com quem querem falar, tem todos os dados necessário sobre o público alvo, mas não estão comunicando nos locais corretos.

Vou trazer alguns exemplos, vejo vários arquitetos fazendo posts no facebook e no Instagram.

Sabe onde que os arquitetos tem encontrado mais clientes?

No pinterest

Vou dar outro exemplo, vejo muitos designers fazendo textos e divulgando coisas no mediun ou no linkedin, isso estaria ok se seu objetivo fosse ser contratado por uma empresa.

No entanto se o objetivo for arrumar clientes, em geral a plataforma que mais oferece resultados é o instagram e o facebook.

E vou deixar aqui uma ferramenta que pode te ajudar nisso.

Ela se chama PRISMA DE CONVERSAÇÃO

Basicamente é um mapa, que mostra os setores, qual objetivo e quais as plataformas que você deve estar presente e comunicando para ser visto pelo seu público alvo.

 

5 – Tenha um planejamento realista

Geralmente as pessoas na empolgação colocam objetivos irreais, e planejamentos ainda mais irreais, o que acontece?

Elas se frustram, se você sai de casa as 7am, trabalha de 9 às 18 e chega em casa 20 horas cansado, não ache que você vai conseguir fazer um curso online por semana, escrever um texto por dia, e ainda sair divulgando nas plataformas o que você tem feito.

Tenha calma e seja paciente, se você só vai poder se dedicar x horas por dia, tenha em mente o que você pode fazer nessas X horas.

Vou dar um exemplo do que eu faço

Eu tenho 10 horas úteis que destino ao meu trabalho

Divido elas em 3 partes

3 horas de criação de conteúdo e estudo.

2 horas de prospecção ativa, marketing e responder eventuais dúvidas e orçamentos.

5 horas de atendimento direto ao cliente, no caso são as consultorias propriamente ditas.

Agora com a minha equipe aumentando tenho destinado mais horas a criação de conteúdo e ao atendimento.

Isso não quer dizer que é a melhor forma, foi o que funcionou para mim, então teste e veja o que funciona melhor para você.

 

6 – Crie conteúdo

Sei que parece clichê, e até arrisco que já deve ter alguém falando sobre o que você faz, mas crie conteúdo, dê a sua opinião, expresse seu ponto de vista, de dicas. Seja visto!

Agregue valor para seu público alvo, quanto mais conteúdo de qualidade e que realmente entregue valor ao seu potencial cliente, maior a probabilidade dele te contratar.

Mas muito cuidado, fale sobre o que você realmente tem competência para falar e julgue apenas o que lhe cabe.

Evite entrar em polêmicas, ou ter posicionamentos polarizados, não estou dizendo que você não deve ter sua posição mas guarde isso para você evite expor esse tipo de coisa em redes sociais, evite entrar em polêmicas.

A ciência já provou que é IMPOSSÍVEL, mudar esse tipo de posicionamento através de argumentos, por tanto evite publicar sobre coisas de time, sobre religião e sobre política.

serão sempre assuntso muito sensíveis, então melhor evitar.

 

7 – Profissionalize-se

É muito comum encontrar “profissionais” que não tem um logo, que não tem processos, que não tem um site, que se dizem profissionais mas não profissionalizaram o seu serviço.

Lembre o profissional autônomo, é como uma empresa.

Tenha um email com seu nome, um site explicando o que você faz, um cartão de visitas adequado.

Um número de telefone para assuntos profissionais e outro para o pessoal

Tenha todas as suas redes sociais atualizadas com as mesmas informações de contato.

Seja um profissional diferenciado que tem sua própria marca.

 

8 – Tenha cuidado com a sua imagem

Uma das coisas mais difíceis é recriar ou “limpar” uma imagem que foi “queimada”.

Por isso tenha muito cuidado com sua imagem.

Entenda, que sua imagem pessoal é muito mais do que o que você veste.

É a forma como você fala, é como você se porta, é sua postura como profissional, é sua ética, acredite são os pequenos detalhes que fazem toda a diferença.

Para se aprofundar sobre isso, tem um conteúdo muito bacana que pode ajudar nesse assunto

Vista-se para o sucesso, 8 passos para melhorar sua imagem!

E o melhor que esse texto serve para qualquer área desde um advogado até um personal.

Voltando…

Busque ao máximo ser coerente

Pense comigo, você iria contratar um personal trainer gordo? E uma nutricionista que só come besteira? Um barbeiro que não tem a barba bem feita?

Não quer dizer que sejam profissionais ruins, mas a incoerência acaba prejudicando a imagem deles.

Como uma pessoa pode te ensinar a ser rico se ela não tem um real na carteira?

Esse inclusive é um dos maiores erros que as pessoas que estão aplicando o marketing pessoal estão cometendo, elas estão prometendo uma coisa que a própria imagem delas não vende, se tornando incoerentes.

 

9 – Tenha frequência

Não adianta ter um blog, e postar 1 post por mês, não adianta ter um canal no youtube e fazer 1 vídeo por ano.

Seja texto, vídeo ou áudio, e em qualquer plataforma você precisar estar presente, se você não mantiver uma frequência o resultado não vai vir.

E isso acontece basicamente por 2 motivos

– Primeiro, o algoritmo das plataformas dão preferência aos conteúdos de produtores assíduos.

– Segundo, você não é lembrado se não é visto.

 

10 – Tenha palavra e cumpra o que promete

As pessoas se importam muito com suas promessas, uma pesquisa no setor de construção civil, mostrou que 87% das pessoas estavam dispostas a pagar mais por um serviço se houvesse garantia de que não haveriam atrasos e erros.

Se você não pode cumprir mais, prometa menos, é mais fácil surpreender entregando mais do que prometeu do que decepcionar entregando menos.

A confiança em um profissional é o que mais é considerado na hora de fechar um serviço ou projeto.

O que nos leva ao nosso próximo item.

 

11 – Seja confiante

Eu, você, o mundo, estamos todos cheios de dúvidas, e isso é normal, mas se você deixa transparecer insegurança e falta de confiança em si mesmo, ninguém vai confiar em você.

O ser humano por instinto sempre busca segurança e conforto, por isso é tão difícil sair da conhecida e clichê zona de conforto.

Se você não demonstrar confiança em você mesmo ou no que está dizendo, ninguém vai se sentir seguro ou confortável no que você oferece.

Esse vídeo com 5 dicas para se tornar mais confiante vai te ajudar a atingir esse objetivo caso precise.

 

 

Mas é importante sempre estar ciente de que é uma construção, aos poucos vai se tomando confiança, nada acontece do dia pra noite.

 

12 – Faça networking

Você precisa conhecer pessoas, sejam clientes, ou pessoas influentes na sua área, você precisa estar atualizado e por dentro do que acontece no seu setor, vá em eventos, converse com outros profissionais, assista palestras. Isso inclusive te auxilia na criação de conteúdo.

Se você não sabe muito como criar relacionamento com outros profissionais.

Tem um livro muito bom que oferece dicas práticas de como abordar pessoas, cultivar relacionamentos sem parecer interesseiro, ampliar o leque de clientes.

Imagina poder interagir com as pessoas, ser reconhecido pela sua atuação, sem parecer interesseiro ou um span ambulante, esse livro me ajudou bastante e certamente vai te ajudar.

E ai vai uma notícia boa, achei esse livro com um desconto de 24,90 por 11,90 (Esse era o preço quando escrevi o post, não garanto que vá durar para sempre)

Nesse link aqui

Menos de 30 reais para aprender a criar novos relacionamentos e se abrir a oportunidades que podem mudar sua vida, parece um valor bem pequeno a se pagar.

 

13 – Controle seu EGO

Muitos profissionais se perdem ao deixar seu ego e sua vaidade se tornarem maiores do que sua competência.

E o fato é que ninguém gosta de gente assim.

O Ego te leva a lugares distantes, mas te deixa lá sozinho, sem amigos e sem com quem você possa contar.

Portanto seja humilde, lembre-se que você não sabe de tudo, se tornar autoridade ou referência em algum assunto não te dá permissão de humilhar os outros.

Muito pelo contrário, isso te dá ainda mais obrigação de estar sempre estudando, melhorando e compartilhando com as pessoas o seu conhecimento.

Eu gosto muito de uma frase, que é;

 

“Você sempre sabe mais que alguém
e menos que alguém”

14 – Invista em você e no seu negócio

Se você quer que as pessoas paguem pelo seu serviço, comece a pagar e valorizar o serviço dos outros.

Não estou dizendo para você sair gastando todo seu dinheiro sem noção, mas você precisa começar a enxergar o que é gasto e o que é investimento.

Conheço pessoas que falam, eu faço marketing sem gastar 1 real, mas que estariam ganhando 10 vezes o que ganham se gastassem um pouco.

Como profissional e empreendedor você precisa saber o que é um investimento.

Uma ferramenta de email que custa 10 dólares por mês mas que pode te gerar mil reais não é um gasto é um investimento.

Patrocinar um post ou um publicação pode custar 30 reais, e gerar 1000 reais, então pare de pensar em gasto e pense em ROI (Retorno sobre investimento).

E claro existem ferramentas com versões gratuitas, você pode e deve usar, mas quando passar do limite contrate, não fique fazendo gambiarra ou criando múltiplas contas, perdendo tempo e produtividade.

Lembre-se

 

“Dinheiro você pode ganhar mais,
tempo não!”

 

Pare de pedir favores, e pague por serviço.

Precisa de um site? Contrate um webdesigner

Precisa de uma logo? Pague para um designer fazer

Precisa de um financeiro de verdade, contrate uma contabilidade ou um profissional de contabilidade que ofereça esse tipo de serviço

Se você quer ser respeitado como profissional, respeite outros profissionais e haja como profissional.

Muitas vezes, quando precisamos de algo pensamos “Vou aprender a fazer pra não precisar pagar” e ai gastamos tempo, aprendendo algo que podemos nunca mais usar, e pior ainda, você vai fazer e não vai ficar bom o suficiente.

 

15 – Aprenda marketing digital

Você não precisa saber tudo, e nem executar tudo, até porque você pode contratar pessoas competentes para isso, mas você precisa entender como funciona o marketing digital e usar isso ao seu favor.

O marketing digital abriu oportunidade para que qualquer pessoa possa se divulgar sem precisar gastar fortunas como antes.

Antigamente se você queria fazer um anuncio tinha TV, rádio e alguns lugares impressos, e tudo era muito caro e sem nenhuma garantia de retorno.

Agora com 7 reais no facebook você pode atingir pessoas que são seu público alvo, e ter certeza disso através de métricas.

E vou dar uma dica de ouro, que é um livro chamado Obrigado pelo marketing.

Esse livro vai te ensinar de forma prática e simples o que é, como fazer, e como tirar o maior proveito possível do Marketing Digital.

Acredite em mim, vale cada centavo investido.

E o melhor neste link tem ele com 50% de desconto. Por menos de 25 reais, você pode ter conhecimento que vai te trazer muito mais dinheiro do que isso.

Eu espero que tenha gostado, caso tenha alguma dúvida ou queira compartilhar só mandar pelos comentários.

 

Quer receber mais conteúdos como este?

Cadastre-se na lista VIP, receba gratuitamente toda semana conteúdo exclusivo sobre marketing pessoal, imagem e auto desenvolvimento!

Deixe seu comentário

Related Posts

Os 10 mandamentos do Marketing Pessoal

21 de maio de 2019

21 de maio de 2019

Com um mercado de trabalho cada vez mais concorrido, é crucial que um profissional saiba se promover, trabalhando sua imagem...

O que é Marketing pessoal e como ele pode te ajudar!

5 de março de 2019

5 de março de 2019

O que é Marketing pessoal? O marketing pessoal é uma ferramenta que utiliza de forma estratégica auto promoção, ou promoção...

7 dicas para fortalecer sua marca pessoal

15 de julho de 2019

15 de julho de 2019

A criação de uma Marca Pessoal é um dos bens mais valiosos que um profissional pode ter, mas nos últimos...

O que é design matching e para que serve?

11 de abril de 2019

11 de abril de 2019

Sabe quando você visita a página de um produto e depois busca na internet informações sobre a empresa e começa...

Marketing Pessoal para Advogados – Como conseguir mais clientes sem ferir a ética da OAB

24 de maio de 2019

24 de maio de 2019

Eu não sei qual o motivo exato mas conheço muitos advogados. E sempre que tenho a oportunidade de conversar com...

Marketing Pessoal para professores – Como conseguir mais alunos e se destacar no mercado

23 de julho de 2019

23 de julho de 2019

O EAD fez do ensino uma ferramenta de possibilidades infinitas, e como consequência a visibilidade dos instrutores ficou ainda maior....

Marketing Pessoal para Coaches – Como criar autoridade e conseguir novos coachees!

10 de junho de 2019

10 de junho de 2019

Depois do estrondoso sucesso do mercado de coaches, houve um crescimento expressivo do número de profissionais que atuam nessa carreira,...

   

Cadastre em nossa Newsletter